CFTV em nuvem: tendência tecnológica que traz praticidade

O Circuito Fechado de TV (CFTV), popularmente conhecido como “vigilância por vídeo”, já tem o seu espaço garantido no segmento de proteção eletrônica. No entanto, nos últimos tempos, seu formato em nuvem vem chamando a atenção dos adeptos às novas tecnologias de proteção. O mundo caminha para a conexão sem fio entre os dispositivos eletrônicos e é nesse contexto que os smartphonestablets e notebooks tornam-se peças fundamentais no controle dos mais variados sistemas de segurança. Diante disso, com os Circuitos Fechados de TV não poderia ser diferente. Eis que surge o CFTV em nuvem, permitindo que a tecnologia sem fio trabalhe a favor da segurança.

Deseja saber a fundo o que é o CFTV em nuvem? A seguir, te explicaremos o que é, como funciona e os benefícios dessa nova forma de se fazer vigilância por vídeo. Confira!

como funciona o cftv em nuvem

 

Afinal, o que é o CFTV em nuvem?

CFTV em nuvem corresponde ao gerenciamento de imagens produzidas por câmeras de segurança em servidores remotos. Através de senhas criptografadas, as filmagens são acessadas simultaneamente por diversos usuários a partir de seus dispositivos móveis. Por meio de câmeras IP (equipamentos que utilizam endereço IP) ou analógicas, com codificadores de vídeo, as imagens são capturadas, digitalizadas, compactadas e transmitidas via internet a uma central de dados, que possui servidores de alta performance. Já o envio das imagens fica sob a responsabilidade do Real Time Streaming Protocol (lRTSP), protocolo criado para controlar a transferência de dados. Geralmente, essas informações (imagens) ficam armazenadas na central de dados em um período de 7 a 30 dias.

Vantagens trazidas pelo CFTV em nuvem

Facilidade no compartilhamento de dados

CFTV em nuvem permite a integração entre variados modelos de câmeras IP, mesmo se cada um pertencer a um fabricante diferente. Além disso, essa tecnologia é compatível com os principais tipos de compressão de imagens (MPEG-4, M-JPEG e H.264).

Praticidade no acesso às imagens

As imagens podem ser facilmente acessadas via web browser, dispensando a instalação de softwares. Além disso, as filmagens geradas pelas câmeras ficam armazenadas em um local seguro (a nuvem), podendo ser visualizadas a qualquer momento ou lugar.

Atualizações automáticas

Como foi dito anteriormente, pode-se acessar o sistema via web browser, mas também é possível acessá-lo por meio de softwares, dependendo da preferência do usuário. Independentemente do tipo de acesso, o cliente final recebe atualizações do sistema de forma automática, sem precisar instalar novos aplicativos e extensões.

Relatórios emitidos com mais rapidez

No CFTV em nuvem são emitidos relatórios dinâmicos, relatando os eventos registrados pelas câmeras como falhas na conexão ou alguma detecção de perigo. Todo o conteúdo capturado é criptografado e encaminhado à central de dados.

Como você pôde perceber, as inovações nos Circuitos Fechados de TV tem alcançado novos patamares. Cada vez mais a tecnologia desenvolve recursos que geram respostas rápidas aos usuários. Essa mesma agilidade é priorizada pela Ser-Tel, que trabalha com os principais modelos de CFTV.

 

Fonte: Site Sert-El